85 99156-8464
gnosefortaleza@gmail.com

Artigo do Blog

Leia o artigo a seguir
30 jan 2019

SONHOS E PROJEÇÃO ASTRAL: AUTOCONHECIMENTO, TRANSFORMAÇÃO, FELICIDADE

/
Postado por
/
Comentários0

SONHOS E PROJEÇÃO ASTRAL: AUTOCONHECIMENTO, TRANSFORMAÇÃO, FELICIDADE

 

Pelo menos uma vez na vida já nos perguntamos: o que são os sonhos e para que servem?

Sonhos caóticos e desconexos, uma mistura de fantasia, projeção de objetivos materiais e emocionais, repetições de coisas da vida: trabalho, estudo, família, afazeres de casa etc., tudo parece não ter significado algum, porém, o ensinamento gnóstico nos ensina que os sonhos mostram nosso estado psicológico atual, nosso conteúdo psíquico mais profundo; nos sonhos vêm à tona nossos valores subconscientes e inconscientes e, algumas vezes, em pesadelos, também material infraconsciente.

“Geralmente, o aspecto inconsciente de um acontecimento nos é revelado por meio de sonhos, onde se manifesta não como um pensamento racional, mas como uma imagem simbólica”. O Homem e seus Símbolos – Carl G. Jung.

Se estivermos atentos a tudo que lembramos dos sonhos e fizermos um esforço para compreendê-los, podemos aprender muito de nós mesmos. Não é à toa que Platão disse: “conhece-se o homem pelos seus sonhos”.

Os sonhos vão muito além disso, pois a misericórdia de Deus é tão grande que nos é concedida mesmo em nossa situação atual de inconsciência, afastamento da Divindade e sem conexão direta com as partes superiores do Ser, ou seja, temos nossa consciência totalmente adormecida. Mesmo assim, podemos receber orientação Divina ou mensagens através dos sonhos, um canal de comunicação para os “não despertos”. As imagens oníricas são formadas não somente por conteúdos subjetivos de nosso subconsciente e inconsciente, mas também por conteúdos objetivos que nos vêm através dos Centros Superiores do Ser – o Centro Mental Superior e o Emocional Superior.

Por isso que ao longo da história temos visto relatos de prodígios maravilhosos que se iniciaram com um sonho. Por exemplo, no Alcorão islâmico temos o lailatal-miraj, o sonho onde Maomé é visitado pelo anjo Gabriel e levado a conversar com antigos profetas como Abraão e Moisés; no Velho Testamento temos Jacó e a escada por onde sobem e descem anjos da terra ao céu (Gn 28-12); José e o sonho do faraó (Gn 41); no Novo Testamento temos a concepção de Jesus anunciada a José através de um sonho (Mt 1-20); O sonho revolucionário de Pedro (At 10, 11-28); no budismo tibetano Kargyuta, Milarepa, yogue do séc. XII entrega-se à sua missão após sonhar com a casa de sua família em ruínas, e muitos outros.

Temos várias vantagens em estudar os nossos sonhos. As principais são conhecer nosso estado emocional, receber instrução interna (e aí cresce a importância do estudo da interpretação), conhecer nossas reações psicológicas, saber do nosso estado espiritual atual. O estudo dos sonhos é um degrau para nos tornarmos conscientes nos sonhos e, assim, deixarmos de sonhar e começar a estudar conscientemente na 5ª dimensão da natureza, que é o mundo dos sonhos – e também da projeção astral consciente.

Abaixo trechos do livro “A Doutrina Secreta de Anahuac”, do revolucionário Mestre Gnóstico do Séc. XX, Samael Aun Weor:

“É evidente que os sonhos são de qualidade diversa devido ao fato concreto de estarem relacionados diretamente com cada um dos centros psíquicos do corpo humano. Com rigor da verdade e sem exagero algum podemos afirmar que a maioria dos sonhos encontram-se vinculados ao Centro Instintivo-Motor, quer dizer, são ecos de coisas vista durante o dia, de sensações e movimentos, mera repetição astral daquilo que vivemos diariamente.

Mesmo assim, algumas experiências de tipo emocional, tais como medo, que tanto dano faz à humanidade, acorrem nos sonhos caóticos de Centro Instintivo-Motor.

Existem, pois, sonhos emocionais, sexuais, intelectuais, motores, instintivos, e outros.

Os sonhos mais importantes, as vivências íntimas do Ser, acham-se associados aos dois centros: o Emocional Superior e o Mental Superior…

… Uma das coisas mais extraordinárias é que as pessoas pensam que estão em relação somente com o mundo externo.

A Gnose nos ensina que estamos em relação com o mundo interior, invisível para os sentidos físicos comuns, mas visível para a Clarividência.

O mundo Interior Invisível é muito mais extenso e contém muito mais coisas interessantes que o Mundo Exterior, para o qual estamos sempre olhando através da janela dos cinco sentidos.

Muitos sonhos referem-se ao lugar onde estamos no Mundo Interior Invisível, de onde surgem as diversas circunstâncias da vida…

… A linguagem dos sonhos é exatamente comparável à linguagem das parábolas.

Aqueles que interpretam tudo literalmente pensam que o Semeador do Evangelho Cristão saiu a semear e que as sementes caíram em pedregais etc., mas não entendem o sentido dessa parábola, porque este, em si mesmo, pertence à linguagem simbólica do Centro Emocional Superior.

Convém lembrar que todo sonho, por absurdo ou incoerente que seja, tem algum significado, pois nos indica não só o Centro Psíquico a que está associado, como também o estado Psicológico de tal centro…

…“É preciso lembrar sempre que há influências superiores que atuam sobre nós e que são registradas por nosso aparelho psíquico, mas se estivermos apegados a nossos sentidos e não dermos plena atenção à nossa vida interior, tampouco conseguiremos perceber estas influências”.

Após nos tornarmos conscientes dos sonhos, podemos passar a uma nova etapa, que é a projeção do corpo astral consciente. Aí sim deixamos de ser fantoches nas mãos de pessoas, escritores, padres, pastores, médiuns, gurus etc. e passamos a estudar diretamente na fonte de conhecimento, passamos a fazer parte de um seleto grupo de estudantes esotéricos práticos que vivenciam o próprio conhecimento além do tempo e do espaço, muito além da morte.

Ao viajar conscientemente na 5ª dimensão, podemos aprender durante as horas de sono, enquanto nosso corpo físico descansa. Podemos visitar templos e bibliotecas com conhecimentos há muito tempo perdidos, podemos conhecer nossas passadas existências e assim compreender nossa própria vida atual, podemos conversar diretamente com os Mestres da Loja Branca, com anjos, budhas, Jesus, Samael etc., também podemos conhecer lugares, encontrar desencarnados e conversar com outras pessoas despertas.

Por estes e outros motivos podemos e até devemos nos esforçar ao máximo para dominarmos as técnicas que nos proporcionam estas maravilhosas experiências místicas, todas brindadas com a Projeção Consciente do Corpo Astral.

Esta é a verdadeira e prática arte do “Religare”, que em síntese é a busca da autorrealização e da felicidade integral do ser humano… assim vamos nos reconectando com nosso próprio Ser Interno e conhecendo os mistérios da Vida e da Morte.

As Escolas Gnósticas do mundo todo, como as Associações Gnósticas de Brasília e de Fortaleza, ensinam técnicas eficazes para usar os sonhos como instrumentos de autoconhecimento e também para a projeção astral.

Concluímos apreciando mais uma pérola de sabedoria do mestre gnóstico contemporâneo, Samael Aun Weor, em seu livro Mistérios Maiores:

“Entre o homem terreno e o Íntimo está à alma. A alma tem um corpo ultrassensível e material com o qual viaja através do espaço. O corpo da alma é o corpo astral. Assim, pois, o corpo astral tem algo de humano e algo de divino.

O corpo astral tem sua ultrafisiologia e sua ultrapatologia intimamente relacionadas com o sistema nervoso grande simpático e com as glândulas de secreção interna. O corpo astral está dotado de maravilhosos sentidos com os quais podemos investigar os grandes mistérios da vida e da morte”.

 

Cleberson Richardes Corrêa – Instrutor e presidente a AGB