85 99156-8464
gnosefortaleza@gmail.com

Artigo do Blog

Leia o artigo a seguir
11 jan 2013

O Tarot Egípcio como Livro Sagrado

/
Postado por
/
Comentários0

O Tarot Egípcio como Livro Sagrado
   
    O Tarot Egípcio é um instrumento psicológico e intuitivo maravilhoso, sendo capaz de desvendar claramente o cenário oculto e sutil que se forma em torno de uma situação neste plano material.
    Como instrumento de precisão, o Tarot Egípcio traz uma série de símbolos, alfabetos e situações mitológicas que constituem verdadeiros arquétipos dos caminhos pelos quais a vida das pessoas pode ser direcionada, quer por vontade própria, quer pela ação das leis mecânicas da vida (o Karma).
    No país ensolarado de Kem (antigo Egito) o Tarot era um livro religioso, como o são hoje a Bíblia, o Alcorão, o Baghavat Gita. Neste sagrado livro egípcio estão contidas as leis divinas, as diretrizes morais e os ensinamentos iniciáticos que orientaram o esplendor dessa civilização maravilhosa que, há mais de 5.000 anos, inspirou cultural, científica e espiritualmente os gregos e romanos, por exemplo, que são a base de nossa civilização atual.

    Samael Aun Weor, Mestre Gnóstico do Século XX, escreveu vários livros sobre o Tarot, desvendando este fantástico instrumento mágico egípcio.
    O Tarot Egipcio é a fonte original de onde foram adaptados todos os outros tipos de Tarot. Ele é o mais completo e complexo de todos, exigindo maior preparo do operador. Por este mesmo motivo – de ser mais exigente com o operador, foi simplificado e dele derivaram vários outros tarots, inclusive o baralho de 4 naipes que conhecemos. As simplificações implicam em riscos devidos às aproximações, podendo inclusive redundar em erros e até em graves adulterações.
   
Há dois tipos de leitores de Tarot: os intelectuais e os intuitivos.
    Leitores Intelectuais são aqueles que apenas estudam ou decoram o conteúdo de cada carta e saem interpretando como máquinas repetitivas o que está escrito em livros. Normalmente são pessoas meramente curiosas que almejam utilizar o Tarot para desvendar seu futuro ou para resolver questões imediatas.
    Já os leitores intuitivos do Tarot, aqueles para os quais o Deus Egípcio Thoth desvenda seu Sagrado Livro, utilizam o instrumento egípcio como arquétipo inspirador de suas próprias mensagens intuitivas internas, onde não há espaço para teorizações, repetições mecânicas ou dúvidas – o Tarot torna-se uma interface simbólica precisa do próprio operador.
    O Tarot Egípcio pode ser utilizado de forma Iniciática ou Oracular.
    O modo Oracular é aquele em que valemo-nos do Tarot para nos indicar a tendência invisível de cada situação. Dessa forma, o Livro de Thoth é capaz de nos mostrar quais elementos invisíveis estão atuando para o desfecho de determinada circunstância, sejam eles de origem interna das pessoas envolvidas, seja devido à situação externa (relacionamentos) em questão. Também é possível perscrutar o que a Lei Divina reserva para determinada situação.
    Já o Tarot utilizado de forma Iniciática é capaz de nos indicar, com base na mitologia  egípcia, por quais provas estamos passando (ou iremos passar), como nos sairmos bem delas, que tipo de virtudes devemos desenvolver para trilhar a senda iniciática e como obter auxílio divino para tanto.
    Associação Gnóstica de Brasília promove o curso básico de Tarot Egípcio, onde através de aulas teóricas e práticas, serão ensinados o conteúdo de cada um dos 22 Arcanos Maiores, os Métodos de Leitura, a Consagração do Tarot e como utilizar o Livro de Thot de forma oracular e iniciática.

Sérgio Geraldo Linke Presidente e instrutor da AGB