85 99156-8464
gnosefortaleza@gmail.com

Artigo do Blog

Leia o artigo a seguir
11 jan 2013

A Gnose e a Busca da Felicidade

/
Postado por
/
Comentários0

A Gnose e a Busca da Felicidade

Se nos detivermos por um instante, deixando de lado a correria do dia, a mecanicidade do mundo, o desenfreado turbilhão adormecido de interesses individuais, veremos que nossa sensibilidade e consciência podem captar a realidade que nos cerca. Nesse estado poderemos perceber que todos os seres, sem distinção, estão buscando segurança, conforto, comunhão, paz… enfim, felicidade.

Entretanto, o que é a felicidade?
De que é feita esta sensação abstrata, tanto buscada ?

Enquanto para o capitalista a felicidade pode traduzir-se no ato de ganhar muito dinheiro, para o mendigo muitas vezes uma noite feliz é aquela em que o frio não assola e que há um prato de sopa para matar a fome…

Para um místico principiante a felicidade pode estar na primeira experiência de projeção astral, ou na primeira vez em que ele sente seus chakras vibrarem como luz.

O quê dizer dos apaixonados ? Para esses é fácil: a felicidade está na presença do Ser amado.

Percebemos que tanto para o capitalista, quanto para o mendigo ou místico, e mesmo para o enamorado, esta sensação de vitória, de alcançar objetivos, de segurança, é caracterizada apenas por momentos, por meras situações bem limitadas no tempo e no espaço. Quando ocorrer um grande prejuízo financeiro, ou quando faltar a coberta e a comida ou ainda quando as capacidades místicas rarearem, ou ainda na ausência do ser amado, aquela mesma“felicidade momentânea”vai por terra abaixo e vêm o fastio, a desesperança, o desespero, a infelicidade.

Constatamos portanto que a felicidade, para as pessoas comuns, nada mais é que um encadeamento de momentos de prazer em que existe a sensação de domínio da situação.

Para a Gnose a felicidade é algo muito mais profundo. Ela não se constitui de momentos de prazer, mas sim de um estado psicológico alcançado quando nos libertamos das preocupações, dos medos, dos apegos, das ambições, do mim mesmo, do ego.

Samael Aun Weor, gênio gnóstico do século XX, ensina que a felicidade é um estado de consciência alcançado na ausência do eu, do ego, da individualidade ilusória.

Gnose significa sabedoria e é justamente este conhecimento sintético de auto-transformação que pode indicar a Senda da Felicidade através do despertar da consciência e da auto-realização intima do Ser.

Também no Budismo existe uma visão análoga de felicidade, onde o Dharma ensina que a felicidade do Nirvana é alcançada quando deixamos de sofrer mediante a eliminação do apego e da ambição.

A vida ensina a todos que não bastam títulos, bens materiais, saúde, família, sucesso, status… Tudo isso de nada vale se não tivermos paz de espírito.

Vamos mais longe: grande almas como Francisco de Assis ou Madre Teresa de Calcutá mostraram em palavras, pensamentos e obras que a verdadeira felicidade somente é alcançada pelo buscar incessante da felicidade do semelhante.

Por isso, querido leitor, indague-se onde estão as âncoras de suas fugazes sensações de felicidade: No exterior ou no interior ? Nos bens materiais ou imateriais ? Naquilo que você faz por si ou no que faz pelos outros ? No orgulho que enebria ou na humildade que nutre a alma ? Na busca do Deus exterior ou na Busca do Cristo Ìntimo ?

Associação Gnóstica de Brasília promove o Curso de Introdução à Gnose, onde serão ensinadas técnicas para a busca da verdadeira felicidade. Meditação, Mantras, Psicologia de Aniquilação do Ego, Tantrismo e Supraconsciência são alguns dos temas abordados.
Consulte nossa programação.

Sérgio Geraldo Linke é engenheiro e instrutor da Associação Gnóstica de Brasília